quarta-feira, julho 12, 2006

Aldeia Infantil SOS






É uma espécie de oásis dentro da Assomada, em Cabo Verde. Uma aldeia de casinhas térreas, coloridas, dispostas de forma ordenada em pequenas ruas de calçada.
Fileiras de arbustos e flores separam estas moradias.
São dez, cada uma com o nome de uma ilha de Cabo Verde.

Lá dentro vivem crianças e uma "mãe" com um coração do tamanho do mundo que entregou a sua vida à causa.
Na aldeia SOS da Assomada, o ambiente é de entreajuda e de muita solidariedade. Os seus habitantes são meninos e meninas que ali chegam ainda bebés, mas com uma história de abandono, problemas sociais e pobreza...

Aqui descobrem uma nova esperança, o prazer de esboçar um sorriso, o carinho de alguém e acima de tudo um lar.. a partilha e a noção de que todos têm um papel, de que todos devem colaborar...
Na aldeia SOS nada se exige, tudo se pede... e a alegria das crianças é a principal recompensa.

Passámos lá um dia. Falámos com as mães de cada casa, conhecemos-lhes as angústias, as lágrimas esboçadas ao ver um dos "seus" meninos partir ao atingir a maioridade.
Partilhámos do quotidiano da aldeia. Das idas à escola, do almoço, das aulas de capoeira e dos ateliers de ofícios.
Ouvimos falar dos exemplos... Dos jovens que estão na universidade, dos homens que hoje tem um trabalho e uma missão.. e daqueles que embora já tenha passado o tempo permanecem na aldeia, como funcionários, como ajudantes.

Sentimo-nos parte desta grande familia e saimos com vontade de contribuir.
Partilhamos convosco este nosso ímpeto...

http://www.sos-childrensvillages.org/

3 comentários:

Gigi disse...

Ohhhh....é nestas alturas que vale a pena ser jornalista!...

beijocas

dorian disse...

Parabééééns pelo seu blog, amei suas fotos, maravilhosas! Dá uma olhadinha nas minhas www.dorianealberto.multiply.com eu amo fotografias e admiro quem as faça com talento. Sou brasileira, de Curitiba.

sara disse...

Vivi 4 anos em Assomada. Fui professora de alguns meninos da SOS e de facto, sente-se que têm direito a serem felizes! São-lhes dadas oportunidades de estudar, aprender um oficio, são impostas regras:é-lhes dado amor. (com tudo o que o amor implica... um não pode ser um enorme gesto de amor!)
Fiquei com o coração apertado de sodade